Pages Menu
RssFacebook
Categories Menu

Publicado em 28 de Fevereiro de 2018 às 14:53 em Noticias Tiróide | 0 comentários

Tiroidite pós-parto (TPP)

Tiroidite pós-parto (TPP)

Por tiroidite entende-se na generalidade como uma inflamação da glândula da tiroide. A tiroidite pós-parto é então uma inflamação da tiroide que ocorre após o parto.
As tiroidites dividem-se em dois grupos: as que causam dor e sensibilidade da tiroide e as que são indolores. Algumas destas inflamações são autoimunes, como a conhecida Tiroidite de Hashimoto.

A tiroidite pode causar tirotoxicose (valores elevados da hormona produzida pela tiroide detetados no sangue) e/ou hipotiroidismo (valores reduzidos da hormona produzida pela tiroide detetados no sangue). No caso de tiroidite pós-parto, a tirotoxicose ocorre em primeiro lugar, sendo seguida por hipotiroidismo.

Porque ocorre Tiroidite pós-parto (TPP)?

A gravidez está associada a alterações, habitualmente reversíveis, quer das dimensões da tiroide, quer das doses de hormonas tiroideias. Esta glândula aumenta normalmente 10 a 30% durante a gestação, sendo por isso importante estar atento a qualquer modificação anormal. Numa percentagem reduzida de mulheres, 4 a 7%, a tiroide funciona mal durante os 6 primeiros meses após o parto. As mulheres que têm antecedentes são mais suscetíveis a estas alterações. Os níveis flutuantes da hormona produzida pela tiroide depois da gravidez, costumam ser passageiros, mas podem precisar de tratamento.

Apesar de já se terem efetuado diversos estudos para se tentar perceber as causas destas alterações imunológicas e hormonais implícitas na TPP, ainda não se conseguiram esclarecer todos os mecanismos, devido ao seu carácter transitório. No entanto, o seu funcionamento é muito semelhante à Tiroidite de Hashimoto, uma vez que ambas as alterações estão associadas a anticorpos anti-tiroide. Aliás, alguns indícios indicam que mulheres que desenvolvem TPP padecem já de tiroidite autoimune que só se manifesta no período pós-parto.

Sintomas, diagnóstico e tratamento

Os sintomas associados à TPP duram cerca de 6 a 9 meses. Muitas vezes, as mulheres que padecem desta condição manifestam primeiro sintomas associados ao hipertiroidismo, tais como:
● Cansaço ou fraqueza
● Perda de peso
● Batimentos cardíacos rápidos ou irregulares
● Sudorese e calor excessivo
● Irritabilidade

Seguidos de sintomas associados ao hipotiroidismo:

● Tremores
● Falta de energia
● Sensação de frio
● Prisão de ventre
● Fraca produção de leite materno

O diagnóstico é baseado na história clínica e observação física e diversas análises para avaliação dos níveis de hormonas da tiroide no sangue. Será por isso importante que esteja atento a todos os sintomas referidos anteriormente. O tratamento é conduzido como a terapêutica convencional do hiper e hipotiroidismo.

Ainda que tenha uma prevalência significativa, a TPP é muitas vezes mal diagnosticada. É ainda relevante destacar que apesar de ser supostamente passageira, a TPP poderá ter como consequência um hipotiroidismo permanente, podendo chegar aos 54% dos casos. Desta forma, o acompanhamento a longo prazo de mulheres com TPP revela-se essencial para controlo da doença.

Fontes: American Thyroid Association, Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Atlas da Saúde

Publicar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *