Pages Menu
RssFacebook
Categories Menu

Publicado em 23 de Abril de 2018 às 11:03 em Noticias Tiróide | 0 comentários

Crescimento anormal da tiroide – Bócio

Crescimento anormal da tiroide – Bócio

O termo bócio refere-se simplesmente ao crescimento anormal da glândula tiroide. Em primeiro lugar, é importante referir que esse crescimento não é necessariamente sinónimo de mau funcionamento da tiroide.

O bócio pode ocorrer se a glândula estiver a produzir demasiadas hormonas (hipertiroidismo), poucas hormonas (hipotiroidismo) ou a quantidade correta de hormonas (eutiroidismo). O bócio é então indicador de que existe alguma situação que poderá estar a causar o crescimento anormal da tiroide.

 

Causas de aparecimento de bócio

Não existe uma causa única para o aparecimento de bócio, mas sim um conjunto de fatores que podem potenciar a sua génese. O bócio é mais frequente no sexo feminino e pode ter alguma característica genética associada, mas esta questão ainda não se encontra totalmente esclarecida.

 

Deficiência de iodo

Um dos sinais mais evidentes de bócio, é o inchaço visível no pescoço, que pode inicialmente ser ligeiro, mas também aumentar de volume. Nesta situação, poderá haver compressão dos órgãos vizinhos da tiroide, causando dificuldade em engolir ou respirar. Este crescimento da tiroide é maioritariamente causado pela deficiência de iodo.
A atividade principal da tiroide é processar o iodo proveniente do sangue, de forma a produzir as hormonas da tiroide. Se não houver iodo suficiente, a glândula não pode produzir hormonas e como consequência surge o hipotiroidismo. A carência de iodo também é detetada pela glândula pituitária, que irá estimular a tiroide a produzir mais hormonas e a aumentar o seu volume, causando bócio. Assim se explica o aparecimento de bócio causado pela deficiência de iodo. Os locais com falta de iodo, tendem a ter um maior número destes casos. Por essa razão verifica-se uma maior incidência da doença em regiões afastadas do mar.

 

Outras causas

Alguns fatores secundários, como hábitos tabágicos, stress e a falta de iodo na alimentação, são igualmente apontados como fatores potenciadores de bócio.

São também apontadas outras causas, tais como:
• Doença de Graves e Doença de Hashimoto – nas doenças autoimunes, há estimulação da tiroide para produzir mais hormonas, o que consequentemente aumenta o seu volume
• Nódulos na tiroide – podem aumentar uma determinada região da tiroide onde estão alojados
• Gravidez – uma das hormonas produzidas durante a gravidez, a HCG, pode eventualmente estimular o crescimento da tiroide
• Inflamação – a inflamação da glândula pode causar dor e também inchaço da tiroide

 

Diagnóstico & Tratamento

O diagnóstico primário de bócio é feito através de um exame físico em que o tamanho anormal da tiroide é detetado. Como este fator será indicador de alguma alteração da tiroide é importante determinar a sua causa. Em primeiro lugar, será necessário avaliar o funcionamento da tiroide e, mediante esta avaliação, determinar quais os exames a realizar posteriormente. Estes podem incluir scan com iodo radioativo, ecografia à tiroide ou biopsia.
Com os resultados dos exames, determinar-se-á qual o melhor tratamento. Nas situações de deficiência de iodo na dieta, é administrado um suplemento de iodo na alimentação. Caso o bócio esteja relacionado com hipotiroidismo, como na doença de Hashimoto, será administrado um suplemento específico para restaurar a funcionalidade da tiroide.
Após a diminuição do volume da tiroide, há frequentemente formação de tecido cicatricial que impede a glândula de voltar ao tamanho normal. No entanto, todas as medidas terapêuticas são essenciais para que não haja novo crescimento.
Nos casos de bócio relacionados com hipertiroidismo, como na doença de Graves, o tratamento com iodo radioativo diminuirá drasticamente o tamanho da tiroide, potenciando até por vezes o desaparecimento da própria glândula.
Se o crescimento anormal da tiroide causar dificuldades ao nível respiratório, pode haver necessidade de recorrer a cirurgia para remoção total ou parcial da glândula.

O bócio despoletado por aparecimento de nódulos não requererá nenhum tratamento específico, ainda que possa causar hiper ou hipotiroidismo no futuro.

Seja qual for a causa de bócio, é extremamente importante ser seguido por um médico especializado e consultá-lo de forma regular.

 

Fontes: American Thyroid Association

Publicar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *