Pages Menu
RssFacebook
Categories Menu

Publicado em 05 de Julho de 2019 às 16:51 em Noticias | 0 comentários

Hipertiroidismo: intolerância ao calor e hipersudação.

Hipertiroidismo: intolerância ao calor e hipersudação.

Sabia que a intolerância ao calor e a hipersudorese podem não ser consequências da estação? Apesar de ser verão, nem sempre o excesso de calor e de transpiração se devem ao aumento dos termómetros, mas sim ao hipertiroidismo, uma situação que resulta da produção excessiva de hormonas tiroideias e que deve ser tratada de imediato pelo endocrinologista.
 

A sensibilidade ou intolerância ao calor acontecem quando existe algum problema na regulação da temperatura do corpo, fazendo com que a pessoa não consiga sentir-se bem com o aumento da temperatura externa. Para a maioria não é confortável ficar em ambientes muito quentes, mas para os que têm sensibilidade ao calor torna-se mesmo impossível lidar com a situação. Como tal, e se costuma sentir-se muito incomodado com o calor e sofre de hipersudorese não deve desvalorizar esses sintomas, pois são duas das manifestações clínicas do hipertiroidismo.
 

Tiroide regula o termómetro corporal

A tiroide é uma glândula que interfere com muitos mecanismos do nosso organismo, sendo talvez o mais influente o metabolismo, no qual se inclui a regulação de temperatura corporal.

Ao funcionar corretamente, a nossa tiroide consegue responder de forma ativa às mudanças de temperatura, ajustando de forma apropriada a taxa metabólica basal (TMB) e libertando hormonas para promover a libertação de energia ou a retenção de calor. Esta ação mantém o corpo em uma temperatura confortável e funcional. No entanto, quando a tiroide não está no seu melhor, o corpo perde muita da sua capacidade de regular a temperatura.

Quando existe hipertiroidismo, dá-se uma libertação excessiva de hormonas da tiroide, o que provoca um metabolismo celular acelerado, resultando em múltiplos sintomas, incluindo a sensibilidade ao calor.
 

Causas do hipertiroidismo

A causa mais frequente para esta condição é autoimune, denominando-se doença de Graves, na qual os anticorpos atuam estimulando a atividade da tiroide.

O hipertiroidismo caracteriza-se clinicamente por aumento do volume da tiroide (bócio) e alterações oftalmológicas causadas pelo inchaço dos tecidos à volta das órbitas.
 

Sintomas comuns ao hipertiroidismo

Vários sintomas comuns ao hipertiroidismo são semelhantes aos de excesso adrenérgico, e para além da hipersensibilidade ao calor e aumento de sudorese, podem incluir:

  • Ansiedade;
  • Palpitações;
  • Hiperatividade;
  • Fraqueza;
  • Aumento de apetite, mas perda de peso;
  • Insónia;
  • Tremor;
  • Aumento do trânsito intestinal;
  • Palpitações e aumento da frequência cardíaca;
  • Irregularidades menstruais;
  • Presença de bócio ou nódulo na tiroide;
  • Olhar vivo e fixo e/ou olhos proeminentes e alterações visuais.

 
O que esperar da consulta médica

Na consulta com o seu médico deverá ser realizado um exame físico, bem como atualizado o seu historial clínico. Neste último, as perguntas podem incluir:

  • Quando começou a desenvolver intolerância ao calor?
  • Já apresentou intolerância ao calor antes?
  • A intolerância piora com a atividade física?
  • Tem alterações visuais?
  • Tem sudorese excessiva?
  • Sente dormência ou fraqueza?
  • O seu coração ou pulso bate rápido?

Já os testes que podem ser realizados incluem:

  • Exames de sangue.
  • Exames da tireoide (TSH, T3, T4 livre).

 
Opções terapêuticas e medidas simples que pode seguir

Para além das opções terapêuticas, que passam pela administração de antitiroideus de síntese, iodoradioativo, betabloqueadores ou pela cirurgia, e que dependem de cada caso, existem algumas medidas simples que pode colocar em prática desde já.

Beba água
Beba bastante líquidos ao longo do dia. Não se esqueça de andar com uma garrafa de água na mala ou mochila para beber sempre que sentir sede.

Ingira alimentos frios
Alimentos frios, como frutas e saladas, além de serem refrescantes e leves, contêm muita água, permitindo que o organismo se mantenha hidratado.

Exercite-se em horários mais frios
Pratique desporto nos horários mais frescos do dia, como nas primeiras horas da manhã, ao final do dia ou durante a noite. É importante lembrar de ingerir bastante água durante e após o exercício.

Evite a exposição ao sol
Deve evitar a exposição solar durante o período mais quente do dia, entre as 11h e 15h.

Use roupas frescas
As roupas devem ser leves, de cores claras e não muito justas.

Opte por banhos frios
Além dos banhos frios, usar sprays d’água ao longo dia, ou colocar os pés ou mãos num recipiente com água gelada pode ajudar a controlar a temperatura de todo o corpo.

 
Fontes:

Publicar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

18 + eight =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.