Pages Menu
Facebook Instagram Youtube WhatsApp
Categories Menu

Publicado em 22 de Maio de 2024 às 17:17 em Gravidez Tiroide | 0 comentários

Hipotiroidismo- Uma Endocrinologista esclarece!

Hipotiroidismo- Uma Endocrinologista esclarece!

A tiroide, uma glândula em forma de borboleta localizada na região anterior do pescoço, produz hormonas essenciais ao nosso bem-estar. As hormonas tiroideias, a T3 e a T4, atuam em quase todas as células do organismo, controlando o metabolismo, crescimento e desenvolvimento intelectual, funcionamento do cérebro, músculos, intestinos, coração, fertilidade, controlo de peso, memória, concentração e equilíbrio emocional.

Hipotiroidismo: O que é e como afeta a saúde

O hipotiroidismo é uma doença crónica em que a tiroide não produz hormonas suficientes para o bom funcionamento do corpo. A causa mais comum é a doença autoimune da tiroide, mas pode ser secundário a uma cirurgia da tiroide ou tratamento com iodoradioactivo, causado por alguns medicamentos ou após um processo infeccioso.

Esta doença afeta mais mulheres do que homens, especialmente após os 60 anos. Aos 60 anos, estima-se que aproximadamente 17% das pessoas desenvolvam hipotiroidismo.

O hipotiroidismo pode ter um impacto negativo muito significativo na qualidade de vida das pessoas afetadas. Os sintomas incluem fadiga, ganho de peso, pele seca, cabelo quebradiço, queda de cabelo, sensação de frio, obstipação, dores musculares, alterações no ciclo menstrual, depressão e dificuldade de concentração.

O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são fundamentais para controlar o hipotiroidismo e prevenir complicações mais graves. O tratamento é simples e eficaz, consistindo na toma diária de hormonas tiroideias em jejum. As doses são ajustadas regularmente com base em análises periódicas. Além da medicação, hábitos saudáveis, como uma alimentação equilibrada, exercício físico regular e evitar o tabagismo, ajudam a controlar os sintomas e a melhorar a qualidade de vida.

Impacto na Gravidez e Fertilidade

As disfunções da tiroide podem afetar a fertilidade e o sucesso de uma gravidez. É fundamental que as mulheres em idade fértil e aquelas que planeiam engravidar façam uma avaliação da função tiroideia. A suplementação de iodo é recomendada na preconceção, durante a gravidez e o aleitamento para garantir níveis hormonais adequados.

Saliento, que é essencial que toda a mulher em idade fértil, com doença da tiroide conhecida, seja bem informada pelo seu Endocrinologista acerca da importância da vigilância rigorosa da função tiroideia e da sua normalização quando está a planear uma gravidez. É extremamente importante esclarecer que não deverá suspender a terapêutica e que, inclusive, o aumento de dose ou substituição do medicamento poderá ser necessário.

A 25 de maio comemora-se o Dia Mundial da Tiroide, um momento importante de sensibilização, já que se estima que em Portugal as doenças da tiroide afetem cerca de 10% da população, predominantemente mulheres.

É essencial que todos estejam informados sobre a importância da tiroide para a saúde geral e procurem diagnóstico e tratamento adequados para prevenir complicações a longo prazo. Com vigilância médica e cuidados apropriados, é possível controlar as doenças da tiroide e viver de forma plena e saudável.

Dra. Inês Sapinho
Coordenadora do Serviço de Endocrinologia e da Unidade da Tiroide do Hospital CUF
Descobertas

Cocoordenadora da Unidade da Obesidade e dos Tumores da Hipófise do Hospital CUF
Descobertas

Endocrinologista do Hospital Particular do Alentejo

Autora do livro “Os segredos da sua tiroide”

Publicar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

5 + 5 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.