Pages Menu
Categories Menu

Publicado em 31 de Janeiro de 2020 às 16:00 em Noticias | 0 comentários

Analisar o Hipotiroidismo: uma deficiência na produção das hormonas tiroideias

Analisar o Hipotiroidismo: uma deficiência na produção das hormonas tiroideias

Já deve ser do seu conhecimento que a prevalência do hipotiroidismo é superior no sexo feminino do que no sexo masculino. Mais concretamente, atinge até quatro vezes mais as mulheres do que os homens. Este distúrbio deve ser levado muito a sério pois pode resultar em consequências graves tais como a infertilidade, alterações no ciclo menstrual e até possíveis abortos espontâneos.

E deve estar a perguntar-se qual a causa deste distúrbio da tiroide? Na maioria dos casos, o hipotiroidismo tem uma relação direta com causas genéticas e com uma inflamação autoimune crónica da tiroide com infiltração linfocítica – a tiroidite de Hashimoto. Outra causa do hipotiroidismo é a carência de iodo. A deficiência de iodo pode prejudicar a produção de T3 e de T4, as hormonas responsáveis pela regulação da tiroide. Sabia que os doentes que foram submetidos à cirurgia para remover a tiroide podem desenvolver hipotiroidismo necessitando de substituição hormonal?

E mais, a pessoa que já têm problemas com diabetes, distúrbios hormonais e metabólicos ou transtornos mentais tem um maior risco de desenvolver hipotiroidismo. Sim, transtornos mentais. A tiroide é regulada pelo eixo hipotálamo-hipófise-tiroide e, portanto, uma lesão cerebral que leva a esses transtornos, pode contribuir para o hipotiroidismo.

Atenção! Quando a deficiência na produção das hormonas tiroideias não é devidamente tratada, podem surgir várias complicações. Um dos grandes problemas poderá ser défices cognitivos ou, como vimos no início do texto, a infertilidade. Alterações nos níveis de colesterol e tensão arterial podem resultar em doenças cardiovasculares. Nesta área, a pessoa pode ter uma diminuição do ritmo cardíaco que pode levar mesmo ao coma.

Recomenda-se alterações no estilo de vida, como perder peso, deixar de fumar … mais do que tomar só o medicamento prescrito pelo médico. Por falar neste assunto, o leitor não deve tentar regular a função da tiroide por si próprio com medicamentos ou suplementos vendidos sem receita médica. Também é importante referir que, se a dose da medicação for muito alta, poderá ter insónias. É verdade, as pessoas com hipotiroidismo não dormem o suficiente, ou o sono não é de boa qualidade.

Consequentemente, andam mais pausados o e seu metabolismo fica igualmente lento. Então, como combater o cansaço? Primeiro que tudo, um estudo do sono pode ajudar a determinar o diagnóstico de apneia e depois pode encontrar o seu equilíbrio sem ter uma vida stressada. Porque não passar um fim de semana com a sua família no campo ou fazer ioga depois de um dia de trabalho?

Afinal, o leitor pode também analisar o hipotiroidismo. Consulte o seu médico para conhecer o diagnóstico correto para poder tomar as medidas necessárias e as mais certas para o seu caso.

Fontes:
1. https://adti.pt/?s=hipotiroidismo&x=0&y=0
2. https://www.everydayhealth.com/hs/healthy-living-with-hypothyroidism/sleep-better
3. Rasic-Milutinovic Z et al., Potential Influence of Selenium, Copper, Zinc and Cadmium on L-Thyroxine Substitution in Patients with Hashimoto Thyroiditis and Hypothyroidism. Exp Clin Endocrinol Diabetes. 2017 Feb;125(2):79-85. doi: 10.1055/s-0042-116070. Epub 2016 Oct 28.

Publicar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

19 − 7 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.