Pages Menu
Categories Menu

Publicado em 07 de Setembro de 2020 às 13:30 em Noticias | 0 comentários

Hipotiroidismo & Gravidez

Hipotiroidismo & Gravidez

Na semana em que se celebra o Dia da Grávida, a dia 9 de setembro, damos a conhecer um pouco mais sobre o hipotiroidismo e a gravidez. Esta condição (o hipotiroidismo) pode afetar a grávida e o feto, tornando a sua presença relevante no decorrer de uma gravidez.

 

Em Portugal, ainda não existem estudos que permitam compreender a importância do bom funcionamento da tiroide no ciclo de maternidade completo: antes, durante e após a gravidez. Partindo sempre do conhecimento geral de que, durante a gravidez, a tiroide tem um esforço acrescido, as consequências para a saúde, relacionadas com este esforço, podem ser refletidas em inúmeros sintomas e comportamentos, que devem ser acompanhados.

Também em Portugal, constatou-se a existência de deficiência ligeira a moderada de iodo, o que leva a que o organismo da mulher possa não desenvolver as capacidades necessárias à exigência de uma gestação. Ainda que uma mulher não sofra de hipotiroidismo, durante a gravidez, a probabilidade de vir a desenvolvê-lo é elevada. A nível mundial, estima-se que cerca de 3 % das mulheres grávidas sofram de hipotiroidismo, ainda que 80% das mulheres apresentem esta patologia de uma forma subclínica.

De uma forma geral, esta doença está muitas vezes associada a uma taxa elevada de abortos, partos pré-termo, diabetes gestacional, pré-eclâmpsia, bócio materno, anemia e sépsis , entre outros sintomas e consequências. Estes devem ser acompanhados de perto, para que a saúde da mulher e da criança seja monitorizada, controlada e estabilizada, permitindo que esta fase na vida, que é tão importante, seja o mais estável e menos traumática possível. Num estado subclínico, também terão sido provadas complicações. No entanto, o tratamento é simples, acessível e eficaz, na normalização da TSH, sendo fundamental o acompanhamento médico deste estado.

Ao identificar sintomas como vómitos, emagrecimento, taquicardia, intolerância ao calor, bócio (aumento do volume da tiroide) associado a exoftalmia (procidência dos globos oculares), contacte o seu médico para avaliação da tiroide, uma vez que são sinais mais específicos que apontam para uma Doença de Graves.

Fontes:

HSM Porto

As Doenças da Tiroide e a Gravidez

Publicar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

five × 3 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.