Pages Menu
RssFacebook
Categories Menu

Publicado em 23 de Julho de 2019 às 17:56 em Noticias | 0 comentários

A menopausa afeta o funcionamento da tiroide?

A menopausa afeta o funcionamento da tiroide?

É muito frequente confundir a menopausa, um processo natural de envelhecimento do organismo, com o surgimento de disfunções ao nível da tiroide. Mas, na verdade, não existe uma relação direta nessa equação. Os sintomas podem ser comuns, mas é preciso descartar a sua verdadeira origem.

Se se sente cansada, desanimada, irritada, dorme mal, tem alterações menstruais ou tem vindo a ganhar peso ultimamente, saiba que estes podem ser sintomas, não de uma provável menopausa, mas de um distúrbio da tiroide – denominado hipotiroidismo -, situação na qual há uma diminuição da produção de hormonas tiroideias.
Sabe-se, à partida, que o hipotiroidismo ocorre de uma forma mais frequente nas mulheres e que o pico de alterações das funções tiroideias acontece justamente neste momento da vida. Contudo, é também muito frequente confundir as duas, que não estão forçosamente nem diretamente relacionadas.

Confusão entre o diagnóstico da menopausa e hipotiroidismo

De facto, ambas as situações – a menopausa e o hipotiroidismo – podem manifestar-se com aumento de peso, alterações emocionais, diminuição da qualidade dos tecidos cutâneos, baixa disposição para o dia-a-dia e até problemas de má absorção. Contudo, a menopausa é um processo biológico natural e perfeitamente normal da vida da mulher, que resulta da redução na atividade dos ovários, deixando de libertar óvulos mensalmente. Ao mesmo tempo, os estrogénios começam a ser produzidos em menor quantidade.
Este novo ambiente hormonal, quando acontece de uma forma repentina, pode provocar sintomas mais intensos do que se ocorrer de um modo gradual. Este período assinala o fim da fertilidade.
Desta forma, e para um correto diagnóstico da menopausa, é preciso ter em conta que esta corresponde ao fim das menstruações espontâneas, podendo este facto ser confirmado após doze meses consecutivos sem qualquer período menstrual.
No mundo ocidental, a idade média em que as mulheres atingem a menopausa é de 51,4 anos, podendo ocorrer entre os 40 e os 58 anos. Alguns casos ocorrem muito precocemente, perto dos 30 anos, e outros são mais tardios, por volta dos 60 anos de idade.
Estima-se que a idade média em que ocorre a menopausa espontânea na população portuguesa ronde os 48 anos. Apesar da esperança média de vida ter vindo a aumentar, a idade da menopausa tem-se mantido constante.

Não sabe se é hipotiroidismo? Consulte o seu médico

Como os sintomas do hipotiroidismo são inespecíficos e insidiosos – cansaço, fraqueza, aumento de peso discreto, rouquidão, perda de cabelo, unhas quebradiças, intolerância ao frio, obstipação, apatia, humor deprimido, alterações menstruais e diminuição da libido -, deverá consultar o seu médico para descartar esta patologia. No hipotiroidismo, o mais frequente é que surjam dois ou mais sintomas associados, mas também existem casos em que prevalece apenas um sintoma.
O exame de sangue é algo simples e que pode ajudar a esclarecer o diagnóstico.
A tiroidite de Hashimoto é a principal causa de hipotiroidismo quer em Portugal, quer na Europa. Na sua forma mais severa, esta patologia pode tornar o seu metabolismo mais lento, o que explica muitos dos seus sintomas.
Sabe-se ainda que a prevalência desta patologia é claramente superior no género feminino e que aumenta com a idade. Pode acontecer em adolescentes e mulheres jovens, mas na maioria das vezes aparece entre os 40 e 60 anos.

Fontes:
• Saúde Cuf
• Healthline
• www.thyroidaware.com

Publicar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

17 − 2 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.