Pages Menu
RssFacebook
Categories Menu

Publicado em 02 de Novembro de 2017 às 14:26 em Cancro Tiróide | 1 comentário

Tratamento com iodo radioativo e cuidados a ter

Tratamento com iodo radioativo e cuidados a ter

O tratamento com iodo radioativo é um tratamento complementar que uma pessoa pode ter de vir a realizar, após uma cirurgia para remoção total da tiroide (tiroidectomia total). Evitar o reaparecimento da doença ou destruir tecido tumoral, que não foi possível retirar durante a cirurgia, são as razões para se avançar com esse tratamento.

Nos casos de hipertiroidismo, o tratamento com iodo radioativo pode ser usado para destruir tecido tiroideu hiperativo. Também se usa para diminuir as glândulas tiroideias que funcionam normalmente, mas causam problemas devido ao seu tamanho excessivo.

Como funciona o tratamento com iodo radioativo

O iodo é essencial para o bom funcionamento da tiroide. As células foliculares da glândula tiroide necessitam de iodo para produzir as hormonas tiroideias. No nosso organismo, estas células são as únicas que captam e armazenam o iodo dissolvido no sangue. E fazem-no, quer o iodo seja radioativo ou não. Por essa razão o tratamento com iodo radioativo é uma forma de radioterapia que consegue atingir seletivamente os tumores malignos provenientes de células foliculares.

Também conhecido como iodo-131, o tratamento consiste na toma de uma cápsula de iodo radioativo por via oral. No tratamento de hipertiroidismo a dose de iodo-131 é menor do que nos casos de cancro. Nestes últimos, o tratamento implica o internamento da pessoa por um período de 2 a 3 dias.

O iodo-131 é bastante seguro e bem tolerado pela maioria dos doentes. Os efeitos secundários mais comuns incluem ardência cervical, enjoos e muito raramente vómitos. Na maioria dos casos, um tratamento é o suficiente para que surtam efeitos.

Cuidados antes do tratamento com iodo radioativo

Se for mulher, para realizar o tratamento, não pode estar grávida ou a amamentar. As mulheres grávidas não podem receber o tratamento, uma vez que poderá danificar a glândula tiroideia do feto ou expor o feto a radioatividade. Antes do tratamento, desaconselha-se a utilização de medicamentos que contenham iodo na sua constituição, de xaropes para a tosse ou de tintas para o cabelo. Uma semana antes do tratamento, o doente deverá ter certos cuidados na sua dieta, tais como: não comer marisco, conservas ou peixes do mar; reduzir ao mínimo o consumo de sal e não consumir alimentos com algas, ágar-ágar ou compostos com iodo.

Cuidados após o tratamento com iodo radioativo

Os doentes devem seguir medidas para limitar a exposição da radiação aos outros. Deve-se ter particular cuidado no contacto com grávidas e com crianças com menos de dez anos de idade. O número de dias em que é necessário manter esses cuidados é variável consoante o doente. Nos seis a doze meses seguintes as mulheres não devem engravidar. O tratamento nos homens pode causar a redução da fertilidade durante 2 anos.

 

Fontes: American Thyroid Association; Hospital da Luz; IPO Porto

1 Comentário

  1. Li e esta tudomuoto certo foi estes passos que segui antes e depois da radioterapia de iodo

Publicar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *